Notícias


Prefeito Zezé prestigia posse de Francisco Seráphico como procurador-geral de Justiça e destaca atuação do “conterrâneo” no MPPB

O prefeito de Santa Luzia, José Alexandre de Araújo (Zezé), prestigiou a solenidade de posse de Francisco Seráphico da Nóbrega para o segundo mandato no cargo de procurador-geral de Justiça, na noite desta quinta-feira (29), na Sala de Concertos do Espaço Cultural José Lins do Rêgo, em João Pessoa. Na oportunidade, Zezé enalteceu o trabalho e a atuação do amigo, que é filho do vice-prefeito Francisco Seráphico da Ferraz da Nóbrega (Chicão), à frente do Ministério Público da Paraíba. 

“É uma grata satisfação acompanhar novamente a posse de um amigo como o nosso querido ‘Kiko’, que é como ele é carinhosamente conhecido por todos, um jovem atuante, brilhante, que tive a honra de legislar junto com ele na Câmara Municipal de Santa Luzia, desempenhando uma função tão importante, atuando de forma firme nas diversas frentes que compõem o Ministério Público, sobretudo, na rigidez do combate à corrupção sistêmica que afronta este país”, comentou.

O vice-prefeito Chicão esteve ao lado da esposa, Maria Elita Sá da Nóbrega, acompanhando a posse do filho. Na oportunidade, ele destacou a emoção em perceber o reconhecimento que Francisco Seráphico da Nóbrega tem recebido dos seus pares, no exercício do mandato de procurador-geral de Justiça. 

“Ele coloca amor e determinação em tudo que faz. Sempre foi assim. E tem exercido a função que os colegas de Ministério Público delegaram de forma humilde, tranquila, mas com pulso firme e bastante dedicação e trabalho. Nós, enquanto familiares, ficamos muito honrados com todo esse reconhecimento”, comentou.  

Acompanharam a solenidade, a primeira-dama de Santa Luzia e secretaria municipal de Assistência Social, Lúcia Lira; o secretário Chefe de Gabinete, Valdomiro Pereira; o vereador Thiago Araújo; o gerente de Turismo, Esporte e Lazer, Woshington Nóbrega; e a liderança jovem Galvíncio Domiciano, entre outros santa-luzienses.

A POSSE

“Passo novamente a conduzir esta bandeira do Ministério Público da Paraíba como instrumento simbólico de luta e representação e buscarei conduzi-la com honra, dignidade, altivez e abnegação. Com a plena consciência da responsabilidade ampliada e os desafios inerentes às atribuições deste cargo”. Estas foram as palavras iniciais do promotor de Justiça Francisco Seráphico Ferraz da Nóbrega Filho ao tomar posse para o segundo mandato como procurador-geral de Justiça do MPPB. Ele foi reconduzido ao cargo de PGJ em sessão solene do Colégio de Procuradores de Justiça do MPPB, na Sala de Concertos do Espaço Cultural José Lins do Rego, na Capital, que contou com a presença do governador João Azevêdo.

Francisco Seráphico foi conduzido pelos procuradores de Justiça Janete Ismael da Costa Macedo e Aristóteles Santana e prestou juramento de cumprir bem e fielmente a Constituição Federal, a Constituição Estadual e as leis, promovendo a defesa do povo, da ordem jurídica, do regime democrático, da ética e da justiça social.

Em seu discurso, o procurador-geral, destacou que nos últimos dois, buscou conduzir o MP em torno de uma pauta institucional e de avanços administrativos e cumprir as funções constitucionais de forma independente e harmônica. “Desejo de continuar a luta num processo de construção constitucional contínuo e permanente”, disse.

O procurador-geral citou os diversos projetos desenvolvidos nos últimos dois anos pelo MPPB e ressaltou ainda a necessidade do aperfeiçoamento dos caminhos institucionais, na busca de uma gestão mais transparente e planejada e de um Ministério Público com foco no resultado.

Francisco Seráphico falou também que o Ministério Público vai prosseguir e otimizar a atuação no enfrentamento dos desvios de recursos e combate ao crime organizado e também na promoção dos direitos dos que estão fragilmente situados na sociedade e na defesa dos interesses de crianças, adolescentes, idosos, pessoas com deficiência e mulheres que sofrem violência de gênero.

O governador João Azevedo reforçou que a instituição Ministério Público atravessou a últimas três décadas, desde a Constituição de 1988, como um dos pilares da democracia, que conquistou autonomia e plena independência para atuar na defesa do interesse público, em consonância com a Constituição. Ele destacou ainda que a relação entre os poderes e instituições no Estado tem sido com harmonia, equilíbrio e o respeito.

SAUDAÇÃO A CHICÃO

Ainda durante o discurso, João Azevêdo fez uma saudação ao vice-prefeito Chicão, lembrando do antigo professor da Escola Industrial. “Saúdo o meu professor Chicão, professor de Física. Não sei se lembro muita coisa de Física, mas, Chicão você foi um grande professor. Com certeza, os ensinamentos repassados que eram técnicos, serviram para a formação de um grande homem que é o seu filho”, frisou.« Voltar
shareCompartilhe