Notícias


Secretária de Saúde participa de sessão sobre surto de sarampo no Brasil e prevenção da doença na Paraíba, na ALPB

A secretária municipal de Saúde, Ceciliana Medeiros, participou como convidada da sessão especial para debater surto de sarampo no Brasil e medidas eficazes de prevenção da doença no Estado, na tarde desta quarta-feira (4), na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB). A sessão, proposta pelo presidente da Casa, Adriano Galdino, contou com a presença de diretores de instituições hospitalares, do secretário estadual de Saúde, Geraldo Medeiros, e de outros secretários municipais.

Durante pronunciamento, a secretária Ceciliana Medeiros destacou as dificuldades que os pequenos municípios têm enfrentado para alcançarem as metas pactuadas e estabelecidas pelo Ministério da Saúde. Entre elas, a imunização de 95% do público-alvo, com a vacina tríplice viral que protege contra o sarampo, a caxumba e a rubéola.

Segundo a secretária, é preciso se fortalecer parcerias entre os municípios e outras instituições, a exemplo do Ministério Público da Paraíba (MPPB) e dos três poderes Executivo, Legislativo e Judiciário. “Essas parcerias se fazem necessárias porque, em alguns casos, os pais ou responsáveis se recusam a vacinar as crianças. Essas representações são formadoras de opinião, ou seja, elas podem contribuir através de campanhas de conscientização sobre a importância de levar as crianças à uma Unidade Básica de Saúde para se imunizar. Desfazendo o mito que alguns ainda acreditam, de que vacina é algo que vai causar doença e não a proteção à doença”,explicou. 

Por fim, a secretária ainda parabenizou a iniciativa da ALPB em promover a sessão especial sobre o tema e agradeceu todo apoio técnico e logístico da Secretaria Estadual de Saúde.

Por sua vez, o secretário estadual de Saúde, Geraldo Medeiros, reiterou a importância das secretarias municipais de realizarem campanhas de vacinação no combate ao vírus e do cuidado especial a pacientes transplantados, que usam imunossupressores ou com doenças como lúpus, artitre reumatoide ou diabetes.

“A secretaria tem feito o seu papel e emitiu um alerta há um mês, aproximadamente, mas a função principal é dos secretários municipais de Saúde. O Ministério da Saúde produz e compra as vacinas e o Estado recebe e repassa aos municípios. Então, cabe aos agentes de saúde nos municípios começarem campanhas de vacinação, fazerem a busca dessa população de risco, no sentido de vacinar essa população, porque fatalmente nós teremos casos de sarampo no estado”, explicou.

De acordo com a presidente do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde da Paraíba (Cosems-PB), Soraya Galdino, o órgão planeja uma ação de suporte para imunização nos municípios paraibanos com dificuldade financeira. “Nós sabemos que temos alguns municípios que têm muita dificuldade de custo e de recursos humanos e a gente já está articulando, com a secretaria de Saúde, para chegar a eles e dar mais apoio, tanto técnico como financeiro, para que esses municípios tenham condições de iniciar a sua campanha”, concluiu.

Para Adriano Galdino, o objetivo da discussão é encontrar soluções, juntamente com autoridades de saúde do estado, para fazer o enfrentamento da doença no território paraibano. “Os órgãos oficiais só estão divulgando de forma parcial o que está acontecendo no Brasil, mas a Assembleia Legislativa da Paraíba está sempre antenada e preocupada em dar a sua colaboração para que nós possamos enfrentar um eventual surto da doença no Estado de forma muito forte”, afirmou o presidente da ALPB.

Também participaram da sessão especial os deputados Anderson Monteiro, Cabo Gilberto Silva, Dr. Érico, Dra. Paula, Júnior Araújo, Jutay Meneses, Manoel Ludgério (PSD), Taciano Diniz (Avante), Wallber Virgolino e Wilson Filho; o presidente do Conselho Estadual de Saúde, Antônio Eduardo Cunha; e a secretária executiva de Saúde do Estado, a santa-luziense Renata Nóbrega.
 « Voltar
shareCompartilhe